5 dicas para cultivar cogumelos corretamente

5 dicas para cultivar cogumelos corretamente
5/5
Os fungos têm manejo simples e podem ser cultivados até em casa, desde que o produtor tenha atenção à higiene, clima e umidade
Sumário

Os cogumelos deixaram de ser uma iguaria exótica e atualmente fazem parte da alimentação do brasileiro. A produção, que era muito difícil e exigia cuidados detalhados, agora é mais simples e também já pode ser realizada em larga escala.

Como conseguir “sementes”?

Na verdade, os cogumelos são fungos e, por isso, não produzem sementes. Quem trabalha nesse segmento chama de “semente” um grão de cereal cozido e colonizado pelo fungo desejado. “Este grão colonizado pelo fungo é jogado ou salpicado em um meio de cultura. Assim, serve como veículo para o fungo colonizar todo esse meio de cultura e produzir o cogumelos”, explica Gomes.

O pesquisador conta que uma das empresas de “semente” de cogumelos mais antiga no Brasil é a Funghi & Flora. A empresa está no mercado há 22 anos e possui muitas variedades de cogumelos, vendidos em grãos, serragem, cravilhas ou outras bases.

Qual é o clima ideal para o cultivo?

É possível cultivar cogumelos em diferentes climas ou regiões. Porém, Gomes explica que a maioria dos cogumelos cresce melhor em clima ameno e umidade alta. “Dependendo da variedade, os cogumelos podem ser produzidos em ambientes abertos ou em ambientes fechados”, conta. Geralmente, são produzidos em galpões climatizados, para controlar temperatura e umidade.

Como Produzir Cogumelos?

Para cultivar, é preciso ter uma matéria-prima de origem celulósica. Por exemplo, palha, serragem ou farelos. Essa matéria prima deve ser esterilizada e o fungo é adicionado a ela. A esterilização é fundamental porque garante que o cogumelo não tenha competidores e possa se desenvolver.

Depois de colonizar, o fungo passa por um processo de maturação e recebe um estímulo, como frio ou aeração, que faz com que ele frutifique. “Devido ao seu alto rendimento, cogumelos podem ser cultivados em pequenas áreas.

Um galpão de 50 metros quadrados pode promover um retorno financeiro satisfatório ao produtor”, afirma Gomes. Atualmente no Brasil, a produção é realizada praticamente sem a aplicação de defensivos, mas é importante ter cuidado com a higiene no local de cultivo.

Colheita de cogumelo

Segundo Gomes, o cultivo de cogumelo possui um ciclo muito rápido, mas varia de acordo com a variedade de fungo utilizado. Alguns estão prontos em 20 dias, outros podem demorar seis meses ou mais. “Os cogumelos crescem muito rápido e colheitas quase nunca podem ser postergadas”, afirma.

Geralmente, os cogumelos são colhidos manualmente, retirados do composto de cultivo de forma delicada para não destruir suas estruturas. “Devem ser retirados pequenas hifas (estrutura do cogumelo) ou pequenos traços do composto e acondicionado em caixas sem que ocorra acamamento do produto”, explica o pesquisador.

Após a colheita, os cogumelos devem ser imediatamente refrigerados. Depois, são embalados e estocados em câmaras frigoríficas. A quantidade de coletas possíveis varia também de acordo com a variedade. “Por exemplo, o champignon de Paris pode soltar até três fluxos, os chamados florões. Já outros cogumelos podem proporcionar uma única coleta”, conta.

É possível cultivar todos os tipos de cogumelo em casa. Mas, segundo Francisco Vitola, pesquisador e dono da Cogubrás, empresa que dá cursos sobre cultivo de cogumelos, o mais indicado é o shimeji porque tem ciclo mais curto. Depois, o shiitake e o champignon.

Para começar o cultivo, podem ser usados materiais baratos e simples, encontrados em casa. Por exemplo, borra de café, papelão, palha e bagaço, que servirão de alimento para o cogumelo.

Esterilização

É necessário esterilizar a matéria orgânica e isso pode ser feito usando uma panela de pressão. “A esterilização é uma das etapas chaves do cultivo. Precisa ter cuidado com a assepsia”, afirma.

Cultivo

Para semear, podem ser usadas as “sementes”, que podem ser compradas em lojas especializadas. Uma outra possibilidade é o uso de kits de cultivo, encontrados inclusive em supermercados.

A Cogubrás vende um kit de cultivo em caixa de papelão e o cogumelo se desenvolve na própria caixa de venda do produto, além do substrato. “Mas pode cultivar em outros recipientes, como vasos ou vidros”, explica Vitola.

Ele orienta que o momento da semeadura exige muito cuidado com a higiene. A pessoa deve usar luvas e lavar bem todos os materiais porque um dos principais problemas que prejudicam a produção é a contaminação com outros fungos.

Variedade ideal

Há diferentes variedades de cogumelos, adaptadas às condições climáticas. “É importante procurar as espécies de cogumelo mais adequados ao clima da região e à época do ano”, afirma. Ele explica que alguns cogumelos, como o champignon de Paris, se adequam melhor ao frio.

Para cultivá-los é preciso investir em ar-condicionado. Mas existem cogumelos que gostam de calor, como o cogumelo salmão que cresce bem até 35° C.

Umidade

A umidade precisa ser alta para o crescimento eficiente dos cogumelos. Em cultivos pequenos, é possível fazer um controle manual. Vitola orienta que borrifar água é a solução para manter os níveis necessários de umidade.

Proteção

Cogumelos atraem insetos e eles inclusive podem se alimentar dos fungos. Por causa disso, o produtor precisa evitar a presença de insetos. “Inseticida não é interessante, porque pode se acumular nos cogumelos. O melhor é isolar bem e colocar telas”, explica Vitola.

Colheita

Ao coletar os cogumelos, Vitola orienta que é importante evitar deixar pedaços no substrato. Caso fiquem alguns pedaços no cultivo, eles vão estragar e atrair insetos ou outros contaminadores. O ideal é colher com a própria mão, torcendo o cogumelo. Mas pode ser usado um material cortante, do pé à base do cogumelo.

É necessário que o material esteja bem limpo, para não contaminar o alimento.